segunda-feira, 1 de julho de 2013

PÉ DO LIXO

A banda de rock Pé do Lixo foi formada em 1995, na cidade de Vitória, do Estado do Espírito Santo. Pé do Lixo é rock, é suingue, é um grito por mudanças e por um mundo melhor.
O nome surgiu nos testes para usar tonéis de óleo lubrificante como tambor. O tonel ficava com a parte aberta virada para o chão, e o som estava abafado. O serralheiro responsável em colocar os pés que iram tirar o tonel do chão disse: "Esse Pé do Lixo fez o maior sucesso, todo mundo que veio aqui comentou...". Desde 1995, é uma das bandas capixabas responsáveis pela evolução e divulgação da Música Capixaba dentro e fora do Espírito Santo. Suas composições abordam temas como a reciclagem, o meio ambiente, questões culturais e buscam transmitir mensagens de conscientização e de cidadania.
Além de vocal, baixo, guitarra, bateria e percussão; grandes latões de plástico e ferro, bambus, folhas de zinco, pá de lixo complementam a percussão e se misturam com os instrumentos tradicionais fazendo parte do cenário e da cozinha, criando uma sonoridade inusitada. As músicas “Zingane” em 1998 e “Terra Prometida” (Ao vivo no Ultrasom) em 1999 tornaram-se vídeo clipe, ambos veiculados na MTV e outras emissoras de TV. A primeira música de trabalho, do CD Rádio Mundo, “Pedestre”, ganhou um vídeo clipe, e sua letra traz um pedido para o “povo pedestre” não desistir de lutar por um mundo melhor. Para sair pela estrada com as apresentações do repertório do novo CD “Rádio Mundo”, a banda preparou dois formatos: um plugado e um formato acústico, incluindo versões adaptadas de músicas como “João Sabino” de Gilberto Gil, “Fora de Si” de Arnaldo Antunes, “Caio no Suingue” de Pedro Luis e a Parede, entre outras. A Banda chegou a fazer sucesso nas terras do Estado do ES, mas devido a problemas internos foi extinta em 2006, após mais de 10 anos de estrada. Ao longo de sua história, a banda abriu diversos shows de bandas nacionais e internacionais, além disso tocou em pé de igualdade junto com bandas já carimbadas no rock nacional. Entre seus integrantes, também passaram Rodrigo Lima, Anderson Bacana, Rafael Nader, Sandro Braga, Claudio Manga, Marcelo Trifim, Nêgo Léo, Marcos Sting e Claudinho, sendo que a grande maioria das musicas foi composta por Manga, Rafael e Sandro. A formação mais concisa foi com Bacana (1995 a 2001), Sandro, Rafael, Manga, Cid e Marcos Sting.
Entre alguns festivais que a banda se apresentou, destacam-se: Festival Garage Rock em Salvador/96; Festival Soul do Mangue em Recife/99; Festival Porão do Rock em Brasília/2000; Projeto Balaio Brasil no SESC São Paulo em 2000; Festival Dia D em Vitória/1999 a 2002; XX Festival de Música de Alegre no ES/2003 entre outros.
A banda Pé do Lixo esteve em atividade no período de 1995 a 2006.







INTEGRANTES:
REGINALDO – vocalista. Natural da Paraíba, Vocalista da banda. Sua formação como ator dá um toque especial na interpretação - muitas vezes performática. Estilo próprio bem marcante.
CYRO ELIAS – baixista e vocalista. Carioca, toca baixo e canta desde 1986, aprendeu a tocar baixo na estrada com sua primeira banda. Músico da noite por anos, optou por tocar no Pé do Lixo para trabalhar um som próprio.
LUIS TAUFFER - guitarrista, violonista e vocalista. Capixaba de Vitória é publicitário com pós-graduação em Marketing, criou o encarde do CD Rádio Mundo. Cuida da harmonia musical do grupo.
JUNINHO - guitarrista e vocalista. Mineiro de Governador Valadares, nunca estudou música, começou a tocar aos 14 anos. Além de guitarrista, nas horas vagas é DJ.
MARCOS STING - percussionista. Natural de Petrópolis. Através da capoeira foi iniciado na percussão e hoje comanda os latões.
RAFAEL GARCIA - percussionista. Capixaba de Vitória. Da família festeira de músicos começou a tocar pandeiro nas rodas e segue pilotando a percussão.
CID TRAVAGLIA - baterista e percussionista. Natural de Cachoeiro de Itapemirim. Publicitário, iniciou os estudos de bateria aos 14 anos, viveu no E.U.A por três anos e meio tocando e conhecendo a cena musical. É o criador do Pé do Lixo e fundador da Gravadora LONA! Records, na qual é diretor artístico. Foi o idealizador do Dia D e produtor de 1999 a 2002.



MATÉRIA:
Com o rock e suingue como pano de fundo, o Pé do Lixo utiliza-se de suas músicas para criticar e sugerir mudanças em nossa sociedade, desde o início. Não apenas suas letras, cantadas em português, refletem extrema consciência social, mas também suas ações (apoiam e promovem projetos sociais de educação ambiental na cidade) e história.
Formada em 1995, a banda fazia testes com tonéis de óleo lubrificante como tambor. A parte aberta virada para o chão deixava o som abafado. Levaram o tonel até uma serralheria para colocar pés no tonel. No dia seguinte o serralheiro comentou: “Esse PÉ DO LIXO fez o maior sucesso, todo mundo que veio aqui comentou...". Assim a banda foi batizada.
Ao longo de seus oito anos, participaram de várias coletâneas, abriram shows de bandas como Planet Hemp , Spy vs Spy e O Rappa, lançaram seu primeiro CD, ‘Reciclo’, em agosto de 1999, que em 2002 foi totalmente “reciclado” e relançado com nova programação visual e arranjos, melhorando o que já era bom.
Agora, estão lançando o novo CD ‘Rádio Mundo’, experimentando levadas diferentes de 'Reciclo', mas mantendo a identidade sonora. Uma das inovações foi a parceria com outra banda capixaba, Zémaria, explorando uma nova faceta para o seu som: o eletrônico mesclado ao rock na faixa "Pedestre".
O clipe de “Pedestre” já está em veiculação e você pode conferi-lo no site da gravadora Lona! Records.
Agora vamos a entrevista realizada com o Cidinho, e conheça mais um pouco dessa incrível banda.

LIGA FANZINE: Há quanto tempo o Pé do Lixo está na estrada?
Pé do Lixo: Desde 1995, mas a idéia de fazer uma banda utilizando percussão e instrumentos reciclados, é mais antiga.

Quais são os instrumentos reciclados utilizados, efetivamente, pela banda?
Latão de óleo lubrificante, bombonas plásticas, pá de lixo, capacete de obra, botija de gás, bambu, folha de zinco, tábua de lavar roupa, etc...

A primeira música de vocês ‘Massacre’ foi gravada as presas para entrar numa coletânea. Logo depois, o Lordose pra Leão convida a banda para abrir um show no Cine Teatro Garoto, e as coisas vão se sucedendo muito rápido, como foi isso?
No começo a gente resolveu sair tocando em todos os lugares possíveis. As pessoas "tomavam um tapa" em ver uma banda com aqueles elementos e aquela disposição no palco. Os convites surgiram imediatamente para várias apresentações...

O Pé do Lixo já tocou com bandas já consagradas, como Planet Hemp e Rappa, como foi a repercussão?
Fizemos amizades com várias bandas que tocamos e tivemos a oportunidade de tocar para um público grande e começar a formar o nosso público.

Como foi essa história de reciclar o CD Reciclo?
A gente passou por umas mudanças na formação, uma delas foi a volta do Reginaldo, que foi o primeiro vocalista da banda e autor de algumas músicas do Reciclo. Então tinha aquela estória da gente tocar, o público querer comprar o CD e depois ver uma banda totalmente diferente da que viu no palco, com outra voz. Outra coisa é que quando terminamos o primeiro Reciclo em 1999, não pudemos mixá-lo e editá-lo no computador, o que não permitiu uns polimentos que queríamos, a ideia de reciclar o Reciclo foi boa porque permitiu a gente mexer em muitas coisas para melhorar o CD, inclusive parte gráfica, mudamos participações, introduções, cortamos trechos de algumas músicas, regravamos algumas coisas, enfim, reciclamos o Reciclo.

Pode-se dizer que o som de vocês, é um rock pesado? 
E vocês cantam em português, contrariando, - acho... uma tendência entre as bandas do gênero, de cantar em inglês.

Essa escolha foi natural ou consciente?
Eu não vejo nosso som como rock pesado, apesar de termos um pé no rock, mas temos pé em vários estilos musicais também. temos pitadas de funk, reggae, ska, música latina, tribal, etc... Quanto às letras, cantamos em português porque queremos que a nossa mensagem seja entendida, mas usamos uns trechos em inglês em algumas músicas.

De onde vem a inspiração para a música de você?
De situações que vivemos, acompanhamos pela TV ou jornal, em muitos lugares. De músicas que ouvimos. De sorrisos e de crianças pedindo na rua. Da vontade de poder ajudar a conscientizar alguém. As mensagens das músicas são fortes e demonstram uma consciência social, comentem sobre isso.Quando estávamos começando a banda, chegamos a um acordo que não queríamos falar qualquer coisa, estávamos dispostos a dizer coisas que tocassem, que criticassem, que dessem soluções para mudanças, e também falar de coisas divertidas. Temos músicas que falam de reciclagem, da situação das pessoas pedindo nas ruas, da cultura de rua, de ecologia, de políticos safados. Já fizemos projetos com crianças de bairros carentes, ensinado-as a tocarem com instrumentos achados na rua e mostrando a importância de não sujarem o bairro deles e a cidade. No nosso novo site vai ter uma página chamada “Projeto Social”, que é para as pessoas conhecerem projetos legais e deixar dicas também de outros.

Já que vocês apresentam essa consciência social, o que acham do “projeto sensação do momento” ‘Fome Zero’ do governo brasileiro?
Torcemos para que o Lula consiga ser diferente dos outros. Sabemos que não se muda um quadro feio como esse do Brasil em pouco tempo. Boto fé que vão conseguir melhorar a situação...

Vocês estão lançando um novo trabalho, fale um pouco dele?
O novo CD se chama Rádio Mundo, o nome é baseado nas nossas influências musicais e pretensões de estar interagindo com o mundo. Ele tem 12 músicas e está bem eclético. Está muito bom, mas eu sou suspeito... ah ah ah...Nesse novo trabalho, tem participações da banda Zémaria, como isso refletiu no som de vocês?A participação do Zémaria trouxe o eletrônico e a irmandade. O Léo (batera do zémaria) tocou percussão no Pé do Lixo por muito tempo, o Beto tocou comigo em uma banda nos U.S.A, e o Reginaldo havia cantado no Zémaria, e eles tinham uma música chamada Pedestre. Reginaldo usou o nome Pedestre e fizemos outra música, e resolvemos convidar os caras para participarem. Então Alex e Beto (Zémaria) se empolgaram e mandaram ver. Gostamos do resultado e já fizemos o videoclipe de Pedestre.

Então, o Pé do Lixo e o Zémaria já tinham laços antes de ‘Rádio Mundo’?
Com certeza. Estamos sempre juntos em Vitória, um torcendo pelo outro. Volta e meia tocamos juntos...

O clipe de ‘Pedestre’ já está em circulação. Como foi processo de gravação? Deu trabalho?
Os caras da Suicidal productions mandaram ver e fizeram quase tudo sozinhos. A banda gravou na garagem subterrânea do Shopping Vitória. O resultado ficou excelente, confiram...

E a agenda de shows? Podemos esperar a Pé do Lixo fora do Espírito Santo?
Com certeza. Queremos a estrada mais do que nunca. A nossa produção está trabalhando bastante para isso. Estamos programando uma temporada de um mês em Sampa em agosto / setembro. Queremos viajar o tempo todo.

Quais os planos do Pé do Lixo?
Lançar o Rádio Mundo e cair na estrada de novo, participar de festivais, ser tocado nas rádios, internet e TV's do mundo. Queremos lançar um DVD mais para frente.

Fonte:



DISCOGRAFIA:
(1998) PÉ DO LIXO (EP)
01. América sob o sol
02. Zingane
03. Pé do lixo
04. Cultura de rua
05. Terra prometida
06. Batuk (casa de pedra)






(1999) RECICLO
01-Terra Prometida
02-Massacre
03-Onde Há Fumaça
04-Viva
05-100% Reciclado
06-Zingane
07-Alquimia
08-Uma Reflexão
09-Dor e Coragem
10-A Fome Nossa de Cada Dia
11-Infância Perdida
12-Lambido Pelo Cão
13-Shindo
14-Virado Desde Ontem


(2002) RECICLO (relançamento)
01 - Vejo saída
02 - Infância perdida
03 - Terra prometida
04 - Alquimia
05 - Zingane
06 - 100% Reciclado
07 - Por um lugar ao sol
08 - Viva
09 - Shindo
10 - Massacre
11 - Onde há fumaça
12 - Dor e coragem
13 - Virado desde ontem
14 - Uma reflexão


(2005) RÁDIO MUNDO
01 - Estrada
02 - Cultura de rua
03 - O mundo
04 - Plante uma árvore
05 - Mais uma chance
06 - Vai valer a pena
07 - O beijo e o carrasco
08 - Vá em paz
09 - Aberrassom
10 - América sob o sol
11 - Pedestre



VÍDEOS DA BANDA PÉ DO LIXO:
Pedestre

Terra Prometida

Show Ao Vivo do Pé do Lixo

Vídeo da banda Pé do Lixo:
Neste vídeo contem informações sobre o início da banda e o clipe da música “Zingane” e a participação da banda Pé do Lixo no programa Ultrasom da MTV, em 1999, tocando a música “Terra Prometida”.

Terra Prometida (Programa Musikaos)



PRÊMIOS:
Recebeu o prêmio de “Melhor Banda” do programa “A vez do Brasil” da Rádio 89Fm/SP; “Melhor Banda do mês de Maio”/99 no programa “Ultrasom” da MTV e em 2000 como “Melhor banda do ano” no Troféu Guananira em 2000, promovido pelo governo do estado do Espírito Santo.



SITES:






Nenhum comentário:

Postar um comentário